#VIVAMamíferosAquáticos 3/05/2018

Aumento de baleias-jubarte grávidas

As baleias-jubarte (Megaptera novaeangliae) que chegaram à beira da extinção devido à caça comercial, hoje se recuperam.

Um recente estudo avaliou a taxa de baleias-jubarte fêmeas grávidas na área de alimentação a oeste Península Antártica. De 2010 a 2016, através de 577 amostras de tecido – biópsias (DNA) foram registradas 268 fêmeas e 239 machos, sendo que 63,5% das fêmeas biopsiadas estavam grávidas.

Ao longo dos anos, essa proporção teve uma variação significante.

Em 2010, 36% das fêmeas estavam grávidas e em 2014, esse valor subiu para 86%. A proporção de fêmeas também aumentou em relação ao número de machos.

Foi demostrado também evidências de gravidez anual, já que 54,5% das fêmeas grávidas estavam acompanhadas de seus filhotes.

Essas altas taxas de gravidez são consistentes com essa população que está se recuperando da sua exploração do passado, porém parecem inconsistentes com as estimativas recentes do crescimento populacional de baleias-jubartes da Península Antártica Ocidental. Esses resultados ajudarão a entender melhor o crescimento populacional, e os fatores que estão atrelados a essas mudanças.

Autores:
Logan J. Pallin, C. Scott Baker, Debbie Steel, Nicholas M. Kellar, Jooke Robbins, David W. Johnston, Doug P. Nowacek, Andrew J.
Read, Ari S. Friedlaender
Published 2 May 2018.DOI: 10.1098/rsos.180017

#’s sobre o assunto:
#VIVABaleiaJubarte
#Megapteranovaeangliae
#VIVAMamíferosAquáticos

Ir para o topo